Falando em saúde

02 set Combatendo a insônia

Uma noite tranquila de sono é o desejo de, pelo menos, 20 milhões de brasileiros sofrem de insônia no país. Para essas pessoas, o pesadelo pode começar antes mesmo da hora do descanso. Instabilidade emocional, estresse e um ambiente barulhento podem ser algumas causas para uma péssima noite de sono.  Hábitos errados ao ir dormir, como ver televisão, comer na cama e usar o computador, bem como depressão e distúrbios de ansiedade também podem dificultar a hora do descanso. As causas ainda podem ser orgânicas, como as alterações nos neurotransmissores.
 
DICAS PARA DORMIR MELHOR
 
A primeira coisa que deve ser feita é a chamada “higiene do sono”, ou seja, retirar todos os maus hábitos antes de dormir.
Desligue a televisão
Apague as luzes
Deixe os problemas de lado, procure relaxar
Pratique atividades físicas regulares
Evite o consumo excessivo de cafés, chocolates, refrigerantes etc
Estabeleça um horário para dormir e acordar
Procure um ambiente relaxante e confortável
Não faça refeições pesadas antes de ir pra cama
 
E SE A INSÔNIA PERSISTIR?
 
Caso a insônia persista, procure a ajuda de um médico especialista do sono para diagnosticar o problema. Em geral, os tratamentos são feitos, em primeiro lugar, com os indutores do sono não benzodiazepinicos, em segundo, antidepresivos indutores do sono, só depois, a junção dos primeiro medicamento  citado ao segundo e, por último, os agonistas melatoninérgicos. Já nos casos de depressão, a psicoterapia é a mais recomendada.
 
CONSEQUÊNCIAS 
 
Por causa das noites mal dormidas e uma menor quantidade de descanso, o organismo não consegue repor as energias. O corpo sofre com a falta de descanso e alguns sintomas começam a aparecer.
 
Dor de cabeça
Problemas de memória
Irritabilidade
Instabilidade emocional
Baixo rendimento profissional
Sonolência excessiva diurna
Acidentes de trânsito e profissionais
Dificuldade no convívio social
 
Fonte:
Ricardo Amorim Leite
CRM 13.261
Neurologista titulado pela Academia Brasileira de Neurologia
Real Prontoneuro
Fone: 3416-1203