Falando em saúde

11 mar Hemorroidas

Para os pacientes, o termo hemorroida significa uma variedade de queixas anais, desde uma simples irritação até uma dor aguda e sangramento, condições que incapacitam o paciente de realizar suas atividades normais.

Objeto de estudo há mais de quatro mil anos, a doença hemorroidária consiste em uma dilatação de tecido vascular encontrado na região anal, que se desloca para fora do canal.  Pesquisas demonstram que mais de 50% da população acima dos 50 anos terá uma experiência com sintomas hemorroidários.

A proctologista Anna Fátima Giestosa afirma que as hemorroidas não doem, exceto quando há trombose do plexo hemorroidário. A rápida dilatação provocada pelos coágulos e o edema causam dor.

A causa permanece incerta. Acredita-se que haja uma fraqueza das fibras musculares e conjuntivas que unem o tecido hemorroidário ao canal anal facilitando um prolapso da mucosa do reto, que podem estar relacionados à idade, constipação ou diarreia.

As hemorroidas internas são classificadas por graus de severidade para uma melhor definição do tratamento. No primeiro e segundo graus, elas sangram e deslocam-se temporariamente para fora do reto. Já no terceiro grau, a mucosa surge, porém tem que ser empurrada para dentro com manobras manuais. No quarto grau, elas ficam permanentemente expostas. As hemorroidas externas geralmente são provocadas por esforços físicos exagerados, constipação, ou diarreia.

Para os dois primeiros graus da doença é aconselhado o tratamento conservador, que visa normalizar o hábito intestinal com uma dieta rica em fibras, frutas, legumes, cereais e água, evitando esforços físicos exagerados e corrigindo a postura de defecação, para evitar a prisão de ventre e o esforço ao evacuar. Pode-se considerar nesses casos, e até mesmo no terceiro grau, o tratamento chamado Ligadura elástica de hemorroidas, o qual se mostra eficaz e pode substituir uma futura cirurgia.

Nos casos de segundo grau que não respondem ao tratamento conservador e os de terceiro grau, houve evolução na tecnologia. Foram criados e padronizados dispositivos destinados a fixar o tecido hemorroidário no seu lugar de origem, sem dor ou com dor mínima e promovendo rápido retorno ao trabalho para o paciente.
 
Para hemorroidas de quarto grau (irredutíveis) e hemorroidas externas é indicado o procedimento cirúrgico de hemorroidectomia, que consiste na retirada das veias doentes.

DICAS:

•         Procure um especialista para obter um diagnóstico correto da doença
•         Banhos de assento com água morna ajudam a aliviar a dor
•         O uso de pomadas não deve ser realizado por conta própria. Elas só são indicadas em crises agudas e por pouco tempo. 
 
Serviço – Real Proctologia – 3416-7728